Que dia...!

Há dois anos e meio fui agredida, na escola onde trabalhava, por uma encarregada de educação de um aluno que eu nem conhecia.
Levei duas valentes bofetadas por ter impedido o dito menino de espancar um coleguinha, na sala de aula, na minha presença. O menino, na altura com 6 aninhos, disse à mamã que eu lhe dera um estalo e assim lá veio ela fazer justiça pelas suas mãos.
Hoje foi o dia do julgamento.
Desconheço a sentença ainda, mas como diz a imagem, comigo levei a verdade, a mesma que as testemunhas presenciaram, e digo-vos, apesar de ter sido eu a vítima, é horrível ir depor a um tribunal.
Este é mais um dos inúmeros bónus a que os professores têm direito, actualmente, no nosso sistema educativo!
Era tão bom ser professora...
(Desculpem o desabafo, mas tou que não posso!)

6 comentários:

Joana disse...

Ui! Nem acredito que tiveste de passar por uma coisa dessas... Infelizmente, hoje em dia há pessoas que não percebem qual é o papel do professor nem o respeito que devem ter por nós.
Espero que tudo tenha corrido bem e que a justiça tenha sido feita.
Um beijo.

Maria Filomena disse...

Judite,
estou solidária contigo.
Não são as crianças as más da fita, são os pais, que além de não teem educação, por consequência, não a sabem dar!!!
Espro, para o bem da nação, que essa senhora sinta o peso da espada da Justiça,pois caso contrário, não há Justiça.
Estou preparando um post sobre cidadania, tendo emv ista diversas situações que eu vi ou passei.É um descalabro total.
Abraços e força!!!!
de Maria Filomena

Joanita disse...

Oh Judite conheço esta realidade bem pertinho de mim... e, infelizmente, quem é professor já ouviu, sabe, presenciou ou sofreu situações dessas!

Enfim, o meu sonho de criança tornou-se num pesadelo (juro, que por vezes penso assim...)mas, aguardo, com uma pequeníssima esperança, de melhores dias no nosso sistema de ensino

Parabenizo-te, a ti e as teus colegas, pela coragem de denunciar casos desses!

Um beijinho carregado de força!

AnaPontoX disse...

Olá Ju,
Não sou professora, nem sou mãe. Mas apesar de ter 26anos na minha altura ainda se levavam reguadas por fazer asneiras e nunca me fez mal nenhum, pelo contrário, aprendia o que era errado. E a meu ver, havia mais respeito. Agora esses pais acham que as crianças não mentem, parece que se esqueceram como foram na idade deles.
Não sou a favor da violência, mas a educação e o respeito ensinam-se na hora e na base da verdade.
Espero ter ajudado amiga. Podes contar comigo :)
Bjs

*Elisabete Soares* disse...

Oi querida!!
Entendo muito bem o que vc passou, sou formada em biologia e nunca consegui entrar numa sala de aula por ter presenciado durante meu estágio professores sendo agredidos por alunos ou até mesmo pelos pais dos mesmos. Sabe o que a direção da escola falou na ocasião? Nada. A diretora simplesmente virou as costas e foi embora. Infelizmente nossa realidade é essa. Desejo a vc boa sorte e que consiga fazer a diferença. Um Grande Abraço.

Fadinha da arte disse...

Oi Judite...
Tenho noção de tudo o que tens passado, pois sou professora há 22 anos e já apanhei porque passei perto de dois alunos que estavam brigando (coitado do meu joelho, levou um chute).
Não desanimes, pois Deus está contigo e com tua verdade.
Já estou te seguindo, amei seu cantinho.
Bjs

"Fadinha da Arte"